DEZEMBRO 2018

Ação C2 - Controlo e erradicação dos ratos (Ponta de São Lourenço) e murganhos (Ponta de São Lourenço e ilhéu
Chão)
controlo e erradicacao dos ratos ponta de sao lourenco e murganhos ponta de sao lourenco e ilheu chao 1 20181205 1133854841 controlo e erradicacao dos ratos ponta de sao lourenco e murganhos ponta de sao lourenco e ilheu chao 2 20181205 1094373965 controlo e erradicacao dos ratos ponta de sao lourenco e murganhos ponta de sao lourenco e ilheu chao 3 20181205 1100654343 controlo e erradicacao dos ratos ponta de sao lourenco e murganhos ponta de sao lourenco e ilheu chao 4 20181205 1033511644
controlo e erradicacao dos ratos ponta de sao lourenco e murganhos ponta de sao lourenco e ilheu chao 5 20181205 1825651214 controlo e erradicacao dos ratos ponta de sao lourenco e murganhos ponta de sao lourenco e ilheu chao 6 20181205 1749082663 controlo e erradicacao dos ratos ponta de sao lourenco e murganhos ponta de sao lourenco e ilheu chao 7 20181205 1513879233


Ação C17 - Definição, criação e/ou manutenção de trilhos, áreas de visitação e áreas de exclusão (se necessário)
compatibilizados com os bens a proteger na área de projeto
definicao criacao e ou manutencao de trilhos 1 20181205 1792518276 definicao criacao e ou manutencao de trilhos 2 20181205 1848624110 definicao criacao e ou manutencao de trilhos 3 20181205 1577065011
definicao criacao e ou manutencao de trilhos 4 20181205 1496028226 definicao criacao e ou manutencao de trilhos 5 20181205 1805436207


NOVEMBRO 2018

Geomitracoronula Geomitrawatsoni
Encontra-se concluída e publicada a avaliação do estatuto de conservação, com base nos critérios da IUCN, de 4 das 5 espécies de moluscos terrestres alvo do projeto Recover Natura, designadamente Atlantica calathoides (CR), Geomitra grabhami (CR), Geomitra coronula (CR) e Geomitra watsoni (EN).

As avaliações foram efetuadas por D. Teixeira (IFCN), I. Silva (IFCN), R.A.D. Cameron (University of Sheffield) & K. Groh, nos anos de 2017 e 2018, em resultado de uma ação concertada entre dois projetos LIFE: European Red List of terrestrial molluscs (LIFE European Red Lists: LIFE2014/PRE/BE/001) e Recover Natura. Tendo por base os resultados de inventariação e de monitorização desenvolvidos nas ações A16 e D6 do projeto Recover Natura, os autores efetuaram a avaliação do estatuto de conservação dos táxones acima designados, os quais foram publicados na atualização do Livro Vermelho das Espécies de Moluscos Terrestres da Europa, em 2018. Os documentos relativos às avaliações dos táxones podem ser consultados nos seguintes links: 

  • Teixeira, D. 2017. Atlantica calathoides. The IUCN Red List of Threatened Species 2017:e.T107353425A107353451. http://dx.doi.org/10.2305/IUCN.UK.2017-3.RLTS.T107353425A107353451.en
  • Teixeira, D., Silva, I., Cameron, R. & Groh, K. 2018. Geomitra coronula. The IUCN Red List of Threatened Species 2018: e.T121001523A121001604. http://dx.doi.org/10.2305/IUCN.UK.2018-1.RLTS.T121001523A121001604.en
  • Teixeira, D., Cameron, R., Groh, K. & Seddon, M.B. 2018. Geomitra watsoni. The IUCN Red List of Threatened Species 2018: e.T157091A107737467. http://dx.doi.org/10.2305/IUCN.UK.2018-1.RLTS.T157091A107737467.en
  • Teixeira, D., Cameron, R., Groh, K. & Seddon, M.B. 2018. Geomitra grabhami. The IUCN Red List of Threatened Species 2018: e.T156368A107734630. http://dx.doi.org/10.2305/IUCN.UK.2018-1.RLTS.T156368A107734630.en

Quanto a Leiostyla lamellosa, não houve lugar à revisão do estatuto de conservação deste táxon prioritário fruto da ausência de registos da mesma durante a ação de inventariação A16. Deste modo, mantêm-se valida a revisão efetuada por Seddon (2011).


Disculacameroni  Disculapolymorphadocaensis

Foi submetido à revista Archiv für Molluskenkunde o artigo intitulado "Taxonomic revision of the late Pleistocene/Holocene land mollusc fauna (Gastropoda Pulmonata) of the Deserta Islands, Madeiran Archipelago, with the description of six new species and two new subspecies", de Teixeira et al.

Neste, os autores D. Teixeira (IFCN), B. Pokrysko (Natural History Museum, University of Wroclaw), R.A.D. Cameron (University of Sheffield), I. Silva (IFCN) e K. Groh efetuaram a revisão taxonómica da malacofauna terrestre do Pleistoceno/Holoceno presente nas ilhas Desertas, descrevendo oito novos táxones para a ciência, dois dos quais ainda podem ser encontrados a viver na Deserta Grande: Discula cameroni (Pokrysko, Groh & Teixeira) e Discula polymorpha docaensis (Teixeira & Groh).

Os dados recolhidos durante o projeto Recover Natura, nomeadamente nas ações A.16 e D6, contribuíram de forma decisiva para a descrição de D. cameroni e D.p. docaensis, bem como para a identificação da sua distribuição atual.


ABRIL 2018

LIFE RECOVER NATURA - LIFE12 NAT/PT/000195
Recuperação de espécies e habitats terrestres dos sítios da Rede Natura 2000 da Ponta de São Lourenço e Ilhas Desertas

Visita da Comissão-abril 2018

No passado mês de abril, tivemos a presença de elementos da Comissão Europeia, com o objetivo de acompanhar os trabalhos desenvolvidos nas diferentes ações do projeto Life Recover Natura, por forma a garantir a estabilidade destes ecossistemas, pertencentes à Rede Natura 2000.
No dia 04 de abril a Comissão, juntamente com os técnicos do IFCN-IP,RAM deslocaram-se até à Ponta de São Lourenço inteirando-se dos trabalhos que estão a decorrer nesta área protegida.

visita comissao 2018 1 20180504 1659409897 visita comissao 2018 2 20180504 1533137659

visita comissao 2018 3 20180504 1816762751 visita comissao 2018 4 20180504 1805567845


CONTROLO E ERRADICAÇÃO DA PHALARIS AQUÁTICA

No dia 05 de abril, a comissão visitou a Reserva Natural das Ilhas Desertas:

Juntamente com a equipa de Vigilantes da Natureza, estava também uma equipa de elementos envolvidos na ação C.6 de Controlo e Erradicação de plantas introduzidas com caráter invasivo, nomeadamente da Phalaris aquática, no Vale da Castanheira.

controlo phalaris aquatica2018 1 20180504 1429482220 controlo phalaris aquatica2018 2 20180504 1886444010


CONTROLO E ERRADICAÇÃO DOS RATOS E MURGANHOS (PONTA DE SÃO LOURENÇO E ILHÉU CHÃO) - AÇÃO C2

Entre os passados dias 21julho e 4 agosto decorreram a 1º e 2º fase dos trabalhos de controlo e erradicação no Ilhéu Chão nas Ilhas Desertas.
A necessidade de uma 2º fase dos trabalhos prendeu-se essencialmente pelos elevados consumos registados na 1º fase.
Estes foram os consumos mais altos alguma vez obtidos em relação a campanhas anteriores. Este esforço acrescido em termos operacionais não estava previsto, todavia a 2º fase dos trabalhos revelou-se de extrema importância.

controlo e erradicacao no ilheu chao ilhas desertas 1 20170906 2069470309 controlo e erradicacao no ilheu chao ilhas desertas 2 20170906 1955865142

controlo e erradicacao no ilheu chao ilhas desertas 4 20170906 1729991348 controlo e erradicacao no ilheu chao ilhas desertas 6 20170906 1455174033

controlo e erradicacao no ilheu chao ilhas desertas 3 20170906 1236108383 controlo e erradicacao no ilheu chao ilhas desertas 5 20170906 1287730351 controlo e erradicacao no ilheu chao ilhas desertas 7 20170906 1180481509

 

JUNHO 2017

ESTABELECIMENTO DE UMA LINHA DE MONITOIRZAÇÃO PARA AVALIAR A RESPOSTA DAS ESPÉCIES IMPORTANTES DE PLANTAS (EXCETO BETA PATULA) ÀS AÇÕES IMPLEMENTADAS – AÇÃO D10

Nos meses  de maio e junho, deu-se continuação aos trabalhos de monitorização da flora para o ilhéu do Desembarcadouro.
De modo a poder ser avaliada a eficácia das medidas implementadas pelo projeto, foram implementados e monitorizados 5 transetos no ilhéu.

NotBotanica

 

 

MAIO 2017

MONITORIZAÇÃO DAS AÇÕES DE CONTROLO DA PHALRIS SP. NO VALE DA CASTANHEIRA – DESERTA GRANDE  - AÇÃO D4

Na 2º quinzena do mês de maio estiveram no Vale da Castanheira – Deserta Grande uma equipa de técnicos a realizar a monitorização da evolução da vegetação às ações de controlo de espécies invasoras.
Nesta monitorização foi possível observar uma forte regeneração da vegetação indígena, o que mostra a eficácia do controlo que está a ser aplicado.

monitorizacao das acoes de controlo da phalris sp no vale da castanheira deserta grande 2 20170906 1477078306

 

 

ABRIL 2017

AVALIAÇÃO E MONITORIZAÇÃO DE BETA PATULA NO ILHÉU DO DESEMBARCADOURO

Nos dias 17 e 18 de abril foi realizada a quarta campanha de avaliação e monitorização de populações de Beta patula no ilhéu do Desembarcadouro. Nesta campanha foram realizados trabalhos referentes às ações A6, C8 e D11 do Projeto LIFE Recover Natura.

Os trabalhos centraram-se em três objetivos:

  1. Realização de censos nas 12 áreas selecionadas para a monitorização de populações de Beta Patula;
  2. Recolha de amostras de germoplasma (sementes) de Beta patula que representem a diversidade genética da população presente no ilhéu;
  3. Monitorização de 3 áreas de sementeira de Beta patula.

Os censos foram realizados de acordo com as metodologias empregues em anos anteriores. Procedeu-se à contagem de todas as plantas de Beta patula e das espécies companheiras presentes em quadrantes de 1m2 selecionados ao acaso.

Durante o trajeto entre os vários locais de estudo, foram recolhidas amostras de germoplasma de indivíduos, para preservação ex situ.
Foram também monitorizados 3 locais onde, em 2015, houve um teste piloto com a sementeira de Beta patula. Estes 3 locais encontram-se na periferia das áreas de ocorrência natural da espécie.

Após 2 anos, embora a presença de indivíduos seja diminuta em relação ao número de sementes utilizadas, estes estão estabelecidos e já produzem sementes.

beta patula 1 20170420 1064982112 beta patula 2 20170420 1048640904

beta patula 3 20170420 1464461974 beta patula 4 20170420 1664767718

 

 

MARÇO 2017

CONTROLO DE PHALARIS SP. NO VALE DA CASTANHEIRA - AÇÃO C6

Na primeira semana do mês de março estiveram no Vale da Castanheira- Deserta Grande uma equipa a dar continuidade aos trabalhos de controlo da Phalaris sp. Durante esta temporada foi aplicado herbicida em aproximadamente 1ha, dominado por esta espécie invasora que tem ameaçado a população de tarantula-das-desertas Hogna ingens, que ocorre e se reproduz exclusivamente nesta área.

controlo da phalaris 1 20170310 1165422552 controlo da phalaris 2 20170310 1768155113

 

FEVEREIRO 2017

IDENTIFICAÇÃO DA ATUAL DISTRIBUIÇÃO,EM TERRA E NO MAR, DO PINTAINHO - AÇÃO A10

Entre os passados dias 16 a 22 de fevereiro, a equipa SPEA esteve no Ilhéu Chão e na Deserta Grande a dar continuidade aos trabalhos de prospeção de pintainho Puffinus lherminieri, no âmbito da ação A10.

Depois de no ano passado apenas ter encontrado um ninho, este ano já foram identificados três novos ninhos.

 continuidade dos trabalhos de prospecao de pintainho 2 20170313 1359973362 continuidade dos trabalhos de prospecao de pintainho 4 20170313 1693642903


DEZEMBRO 2016

MONITORIZAÇÃO DAS ESPÉCIES DE MOLUSCOS TERRESTRES ATLANTICA CALATHOIDES E GEOMITRA WATSONI - AÇÃO D6

monitorizacao de moluscos terrestres geomitra watsoni e atlantica calathoides 1 20170314 1836686969 monitorizacao de moluscos terrestres geomitra watsoni e atlantica calathoides 2 20170314 2084655367

Decorrem desde Agosto de 2016 os trabalhos de monitorização direcionados às espécies de moluscos terrestres Geomitra watsoni (ilhéu do Desembarcadouro e ilhéu do Farol – Ponta de São Lourenço) e Atlantica calathoides (Deserta Grande – Ilhas Desertas). Esta avaliação é efetuada com periodicidade trimestral e a sua primeira fase deverá estar concluída em Agosto de 2017. O objetivo principal é avaliar o efetivo populacional das duas subpopulações identificadas, documentar a história de vida da espécie bem como identificar e avaliar as condições edafoclimáticas do habitat onde ocorrem.

Estes trabalhos têm sido realizados pelos técnicos e vigilantes do Instituto de Florestas e da Conservação da Natureza (IFCN), e por um grupo de voluntários do curso de Biologia da Universidade da Madeira, cuja colaboração tem sido inestimável. Aproveitamos para a agradecer à Melissa Gonçalves, Tiago Lucas, Ricardo Fernandes, Eva Keltanen e Catarina Gomes o seu abnegado esforço e imprescindível colaboração.

 

DEZEMBRO 2016

AVALIAÇÃO DE ESPÉCIES DE MOLUSCOS TERRESTRES PRIORITÁRIAS NO WORKHOP “IUCN RED LIST ASSESSMENT REVIEW OF EUROPEAN TERRESTRIAL MOLLUSCS”

monitorizacao de moluscos terrestres 1 20170314 1651328187 monitorizacao de moluscos terrestres 3 20170314 2088309626

Decorreu em Uppsala (Suécia), de 28 de Novembro e 2 de Dezembro, o Workhop "IUCN" Red List Assessment Review of European Terrestrial molluscs”, onde foram avaliadas cerca de 600 espécies de moluscos terrestres ameaçadas da Europa. Das 71 espécies do arquipélago da Madeira avaliadas, 14 ocorrem nas áreas do projecto Recover Natura, com destaque para Atlantica calathoides, Geomitra watsoni Boettgeria jensi e Actinella laciniosa.

Os dados obtidos no âmbito das ações de inventariação (A.12), conservação (C.11) e monitorização implementadas (D.6) no presente projeto contribuíram de forma determinante para a atualização do estado de conservação das espécies de moluscos terrestres endémicas que ocorrem na Ponta de São Lourenço e ilhas Desertas.

 

SETEMBRO 2016

MONITORIZAÇÃO DO EFEITO DA ELIMINAÇÃO DA LINHA ELÉTRICA AÉREA EXISTENTE NA ZEC DA PONTA DE SÃO LOURENÇO SOBRE A MORTALIDADE DE AVES MARINHAS NIDIFICANTES – AÇÃO D7

Esta ação teve início após a finalização da Ação C15 (outubro 2015) e a monitorização teve a duração de um ano, no sentido de avaliar o sucesso da alteração implementada na eliminação da mortalidade de aves marinhas.

Para tal, foram efetuadas prospeções ao longo do local onde existia a linha elétrica, no sentido de detetar a presença de cadáveres. O local foi percorrido mensalmente, por três observadores, um de cada lado onde existia a linha, a uma distância de aproximadamente 15 metros.

A ação finalizou setembro de 2016.

monitorizacao do efeito da eliminacao da linha eletrica aerea existente na zec da ponta de sao lourenco sobre a mortalidade de aves marinhas nidificantes 1 20170324 2093612169 monitorizacao do efeito da eliminacao da linha eletrica aerea existente na zec da ponta de sao lourenco sobre a mortalidade de aves marinhas nidificantes 3 20170324 1107511746

monitorizacao do efeito da eliminacao da linha eletrica aerea existente na zec da ponta de sao lourenco sobre a mortalidade de aves marinhas nidificantes 2 20170324 1749150247

 

JUNHO DE 2016

LINHA DE MONITORIZAÇÃO PARA AVALIAR RESPOSTA DAS ESPÉCIES DE MOLUSCOS TERRESTRES ÀS AÇÕES IMPLEMENTADAS - AÇÃO D6

Foram implementadas, nas diversas áreas do projeto LIFE RECOVER NATURA, metodologias de trabalho que permitirão avaliar a resposta das populações de moluscos terrestres às ações que têm vindo a ser conduzidas (ex: erradicação de roedores e de plantas invasoras).

Esta linha de monitorização, que envolve a contagem de indivíduos presentes, será continuada mesmo após o término do projeto, de modo a que se possam observar os efeitos das medidas de conservação a longo prazo.

monitorizacao malacofauna 20160729 1732229071 monitorizacao malacofauna 20160729 1622281396

 

LINHA DE MONITORIZAÇÃO PARA AVALIAR RESPOSTA DAS ESPÉCIES DE FLORA ENDÉMICA ÀS AÇÕES IMPLEMENTADAS - AÇÃO D10

Foram implementadas, nas diversas áreas do projeto LIFE RECOVER NATURA, metodologias de trabalho que permitirão avaliar a resposta das populações das espécies importantes de flora endémica às ações implementadas. Este trabalho tem sido repetido anualmente, permitindo a avaliação do efeito das medidas implementadas na evolução das áreas de distribuição e abundância relativa.

monitorizacao flora endemica 20160729 1217806124 

MAIO DE 2016

DETERMINAÇÃO DAS DENSIDADES E ÁREAS DE DISTRIBUIÇÃO DE FLORA ENDÉMICA - AÇÃO A5

Deu-se continuidade ao estabelecimento de transetos ao longo da Península da Ponta de São Lourenço, com o objetivo de, determinar as densidade e áreas de distribuição das populações de espécies importantes da flora endémica, e, posteriormente, monitorizar as alterações que a flora sofrerá naquela área.

 

transetos peninsula psl 20160729 1289452924 transetos peninsula psl 20160729 1459942386

 

LINHA DE MONITORIZAÇÃO PARA AVALIAR RESPOSTA DAS POPULAÇÕES DE GAIVOTA ÀS AÇÕES IMPLEMENTADAS - AÇÃO D5

Têm vindo a ser efetuados, com periodicidade anual, transetos nas áreas de nidificação da gaivota-de-patas-amarelas Larus michahellis. Estes transetos permitem acompanhar a evolução das estimativas do efetivo populacional desta espécies nas principais colónias, localizadas no Ilhéu Chão e no Ilhéu do Desembarcadouro.

Nestes trabalhos são também registados o número de ovos encontrado em cada ninho, que permite aferir da produtividade da colónia. O acompanhamento da evolução das populações desta espécie é muito importante para aferir o efeito das medidas de conservação levadas a cabo nestas áreas (ex: erradicação de roedores).

monitorizacao gaivota de patas amarelas 20160729 1322839147 monitorizacao gaivota de patas amarelas 20160729 1772547105

 

ABRIL DE 2016

CONSTRUÇÃO DE NINHOS ARTIFICIAIS - AÇÃO A7

Foram construídos, na área da Doca, Deserta Grande, ninhos artificiais para duas espécies de ave marinha pelágica: cagarra (Calonetris borealis) e alma-negra (Bulweria bulwerii).

Esta aves efetuam o seu ninho em cavidades entre as rochas, sendo muitas vezes difícil poder observar o evoluir da sua época reprodutiva. Foram construídos um total de 20 ninhos de cagarra (foto em baixo à esquerda) e 50 de alma-negra (foto em baixo à direita), que serão utilizados não só para estudo da biologia e etologia reprodutiva destas populações, como também permitir aos visitantes poder observar, sem qualquer perturbação dos indivíduos, a atividade dentro do ninho. Isto será possível graças à colocação de câmaras de infra-vermelhos que acompanharão toda a época reprodutiva e transmitirão para ecrãs de televisão colocados no interior da Estação.

construcao de ninhos artificiais 20160729 1773403016 construcao de ninhos artificiais 20160729 1983541657

 

LINHA DE MONITORIZAÇÃO DOS PRINCIPAIS FATORES CLIMÁTICOS - AÇÃO A14

Foi colocada, no Ilhéu do Desembarcadouro, uma rede de loggers meteorológicos que pretendem monitorizar, a longo prazo, alguns factores climáticos (ex: temperatura e humidade do solo e do ar).

Este acompanhamento é importante não só para perceber a influência que factores têm na atual distribuição das diferentes espécies de fauna e flora da área, como também servirá para, a longo prazo, avaliar o impacto das alterações climáticas sobre estes habitats .

montagem de loggers meteorologicos 20160729 1272889217 montagem de loggers meteorologicos 20160729 1025058745

 

DELIMITAÇÃO DE TRILHOS - AÇÃO C17

Os trilhos da Península da Ponta de São Lourenço, nomeadamente na área circundante à Casa do Sardinha, foram recentemente melhorados e delimitados. Esta ação, ao abrigo do projeto LIFE RECOVER NATURA, pretende em primeiro regrar o acesso, compatibilizando o usufruto da área pelo visitantes com a conservação das espécies ali existentes. Recorde-se que o pisoteio desregrado é uma das maiores ameaças à conservação das espécies de fauna e flora em muitas áreas naturais à escala mundial.

definicao trilhos na ponta de sao lourenco 20160729 1738576677 definicao trilhos na ponta de sao lourenco 20160729 1506482102

JANEIRO DE 2016

LINHA DE MONITORIZAÇÃO PARA AVALIAR RESPOSTA ÀS AÇÕES DE ERRADICAÇÃO DE PLANTAS INVASORAS - AÇÃO D4

Foram implementadas, no Vale da Castanheira, metodologias de trabalho que permitirão avaliar a resposta dos ecossistemas desta área às ações que têm vindo a ser conduzidas no sentido de controlar e erradicar as populações  presentes de plantas invasoras, nomeadamente Phalaris aquatica.

Os resultados preliminares têm demonstrado uma resposta positiva da flora endémica nas áreas intervencionadas, estando em curso trabalhos que permitam igualmente perceber qual a resposta de outras espécies de elevada importância, como sejam as tarântulas-das-desertas e os insetos.

transetos phalaris aquatica 20140725 2082200816 transetos phalaris aquatica 20140725 1537966141

 

MONITORIZAÇÃO DA POPULAÇÃO DE CABRAS - AÇÃO D3

No decurso deste mês foram realizados trabalhos para monitorização da população de cabras na Deserta Grande, Ilhas Desertas.

A realização destes transetos tem periodicidade mensal e será continuada ao longo de todo o projeto, de modo a poderem ser acompanhada a evolução dos parâmetros populacionaiso, e assim serem avaliadas as medidas de gestão preconizadas no projeto LIFE RECOVER NATURA.

monitorizacao da populacao de cabras 20150209 1536989176 capra hircus 20140729 1837694155


DEZEMBRO DE 2015

MONITORIZAÇÃO DAS POPULAÇÕES DE MORCEGOS - AÇÃO D9

Foram continuados os trabalhos de monitorização das populações de morcegos existentes nas áreas de projeto, através da realização de pontos de escuta com a utilização de detetores de ultrassons. Infelizmente, até à data não foram identificadas, nas áreas de projeto, populações de qualquer uma das espécies que ocorrem no Arquipélago.

 

NOVEMBRO DE 2015

POTENCIAR A CONSERVAÇÃO DAS ESPÉCIES DE MOLUSCOS TERRESTRES - AÇÃO C13

Foram levados a cabo trabalhos de colheita de indivíduos de diversas espécies de moluscos terrestres exclusivos das áreas de projeto. Estes trabalhos visam a realização de estudos genéticos, com vista ao cabal esclarecimento de algumas dúvidas relacionadas com a posição taxonómica de alguns géneros.

moluscos terrestres 4 20140723 1595739563 moluscos terrestres 3 20140723 2009137807

 

OUTUBRO DE 2015

ELIMINAÇÃO DA LINHA ELÉTRICA AÉREA EXISTENTE NA ZEC DA PONTA DE SÃO LOURENÇO- AÇÃO C15

Terminaram este mês os trabalhos da empreitada para o enterro da linha elétrica aérea anteriormente existente na ZEC da Ponta de São Lourenço. Estes trabalhos, que decorreram ao longo dos últimos 2 meses, foram coordenados pela SPEA, tendo procedido à eliminação de uma das principais ameaças identificadas por este projeto.

Esta linha elétrica era anualmente responsável pela morte de vários indivíduos de roque-de-castro Hydrobates castro e alma-negra Bulweria bulwerii. A partir de agora dar-se-ão início aos trabalhos de monitorização e avaliação do efeito da retirada da mesma sobre estas populações.

 

SETEMBRO 2015

ELIMINAÇÃO DA LINHA ELÉTRICA AÉREA EXISTENTE NA ZEC DA PONTA DE SÃO LOURENÇO- AÇÃO C15

Esta ação teve início no final do mês de outubro de 2014, apos a finalização com êxito da ação A18. Já com todas as autorizações assinadas pelos proprietários, passou-se a contactar todas as entidades que de alguma forma iam estar ligadas a eliminação da linha. No final do mês de julho começaram os trabalhos da retirada da linha. Todos os trabalhos foram devidamente acompanhados por um técnico superior da SPEA assegurando que a empreitada provocará o menor impacte possível na avifauna e no habitat circundante.

A ação decorreu conforme previsto finalizando em setembro 2015.

eliminacao da linha eletrica aerea existente na zec da ponta de sao lourenco 1 20170324 1200581227

eliminacao da linha eletrica aerea existente na zec da ponta de sao lourenco 2 20170324 1238991050 eliminacao da linha eletrica aerea existente na zec da ponta de sao lourenco 3 20170324 1406677041

 

 

JUNHO DE 2015

POTENCIAR A CONSERVAÇÃO DE MOLUSCOS TERRESTRES - AÇÃO C11

Foram iniciados os trabalhos de potenciação da conservação de moluscos terrestres endémicos e ameaçados, através da reprodução laboratorial. Estes trabalhos, totalmente inovadores para as espécies das áreas de projeto, permitirão, caso venham a ser bem sucedidos, a reprodução laboratorial para posterior reforço populacional ou transferência para colonização de novas áreas, de modo a diminuir a ameaça de extinção que estas espécies enfrentam atualmente.

testes para reproducao laboratorial 20160216 2020973994 testes para reproducao laboratorial 20160216 1369152432

 

MARÇO DE 2015

CONTROLO DE PHALARIS AQUATICA NO VALE DA CASTANHEIRA - AÇÃO C6

Foram continuados os trabalhos de controlo de Phalaris aquatica no Vale da Castanheira. A densidade que esta espécie atingiu ameaçaa fauna malacológica (caracóis terrestres) e entomológica (insetos) do local, colocando igualmente em perigo a tarântula-das-desertas Hogna ingens, que ocorre e se reproduz exclusivamente nesta área.

controlo phalaris aquatica 20150209 1722728190 hogna ingens 20140729 1585535367

 

POTENCIAR A CONSERVAÇÃO DAS ESPÉCIES DE MOLUSCOS TERRESTRES - AÇÃO C11

Foram levados a cabo trabalhos de colheita de indivíduos de diversas espécies de moluscos terrestres exclusivos das áreas de projeto. Estes trabalhos, desenvolvidos em conjunto com um grupo de investigadores da área da malacofauna associados ao projeto, pretendem potenciar a conservação destas espécies através de experiências de reprodução laboratorial para futura transferência, reintrodução e reforço dos efetivos populacionais.

 

trabalhos de recolha 20160210 1891631216 trabalhos de recolha 20160210 1906948240

 

FEVEREIRO DE 2015

PROMOÇÃO DA CONSERVAÇÃO IN SITU   DE BETA PATULA - AÇÃO C8

No decurso do mês de fevereiro foram iniciados, no Ilhéu do Desembarcadouro, os trabalhos da promoção da conservação  in situ da espécie endémica e criticamente ameaçada Beta patula .

Nesta ocasião, foi marcada uma área para distribuição de sementes desta planta, de modo a avaliar a sua viabilidade no terreno. Esta ação iniciou-se em 2014, com a recolha de sementes e testes laboratoriais.

dispersao de sementes de beta patula 20150305 1307442127 dispersao de sementes de beta patula 20150305 1275750354

IDENTIFICAÇÃO DA DISTRIBUIÇÃO DE PINTAINHO  - AÇÃO A10

Foram retomados os trabalhos desenvolvidos pelo parceiro SPEA para identificação da área de distribuição, em terra e no mar, de pintainho. Os trabalhos decorreram simultaneamente na Ponta de São Lourenço (Ilhéu do Desembarcadouro e Ilhéu do Farol) e nas Ilhas Desertas (Doca e Ilhéu Chão), áreas com enorme potencial para a nidificação desta ave marinha pelágica.

indicios de nidificacao de pintainho 20150305 1251262625 areas de distribuicao de pintainho 20150305 1169960899

LINHA DE MONITORIZAÇÃO PARA AVALIAR RESPOSTA DE  BETA PATULA - AÇÃO D11

Foi estabelecida uma linha de monitorização para avaliar a resposta das populações de Beta patula às ações implementadas no terreno.

Os primeiros trabalhos desta ação iniciaram-se no Ilhéu do Desembarcadouro, área onde foram implementadas diversas ações do projeto no decurso do ano de 2014. Relembre-se que os trabalhos desta ação são subsequentes aos da ação A6, que efetuou uma primeira determinação das áreas de ocorrência e efetivos populacionais desta espécie endémica.

Nesta ocasião, foi marcada uma área para distribuição de sementes desta planta, de modo a avaliar a sua viabilidade no terreno. Esta ação iniciou-se em 2014, com a recolha de sementes e testes laboratoriais.

linha de monitorizacao para avaliar resposta de beta patula 20150305 1120375155 linha de monitorizacao para avaliar resposta de beta patula 20150305 1778666039

 

JANEIRO DE 2015

CONTROLO DE PHALARIS AQUATICA NO VALE DA CASTANHEIRA - AÇÃO C6

Foram efetuados trabalhos de controlo da Phalaris aquatica no Vale da Castanheira. Esta espécie teve um crescimento exponencial ao longo dos últimos anos, colocando em causa não só a riqueza florística da área, mas tornando-se igualmente uma ameaça para a fauna malacológica (caracóis terrestres) e entomológica (insetos), colocando em perigo algumas espécies endémicas. Outra espécie que beneficiará destes trabalhos de controlo será a tarântula-das-desertas  Hogna ingens, que apresenta como área exclusiva de ocorrência e reprodução o Vale da Castanheira.

controlo phalaris aquatica 20150209 1090769796 controlo phalaris aquatica 20150209 1985522408

 

MONITORIZAÇÃO DA POPULAÇÃO DE CABRAS - AÇÃO D3

No decurso deste mês foram realizados trabalhos para monitorização da população de cabras na Deserta Grande, Ilhas Desertas, através da realização de transetos que permitirão determinar o efetivo populacional.

A realização destes transetos tem periodicidade mensal, e será continuada ao longo de todo o projeto, de modo a poderem ser avaliadas as medidas de gestão preconizadas no projeto LIFE RECOVER NATURA.

monitorizacao da populacao de cabras 20150209 1584751556monitorizacao da populacao de cabras 20150209 1536989176


 

NOVEMBRO DE 2014

CONTROLO DE CHORÃO-DAS-PRAIAS NA PONTA DE SÃO LOURENÇO

Foi efetuado um controlo de seguimento ao chorão-das-praias, Carpobrotus edulis, para impedir a sua regeneração e expansão ao longo da Área Protegida da Ponta de São Lourenço. Este trabalho, incluído no Projeto LIFE RECOVER NATURA, tem por objetivo promover a recuperação dos habitats naturais daquela área, através do controlo das populações de espécies de plantas com caráter invasor, promovendo a disseminação e expansão das espécies de flora endémica.

controlo de chorao-das-praias 20141113 1056115895 controlo de chorao-das-praias 20141113 2076970871

 

OUTUBRO DE 2014

MONITORIZAÇÃO DE NINHOS DE ALMA-NEGRA - AÇÃO A7

Foi dada continuidade à monitorização dos ninhos de alma-negra, Bulweria bulwerii, previamente marcados na área da Doca, Deserta Grande. Esta monitorização permitirá conhecer um pouco mais sobre a ecologia reprodutora desta ave marinha, que tem nas Ilhas Desertas a sua maior colónia do Atlântico.

seguimento de ninhos 20141111 1825653850 seguimento de ninhos 20141111 1147411714

 

SETEMBRO DE 2014

AVALIAÇÃO DO IMPACTO E CONTROLO DAS POPULAÇÕES DE FORMIGA-ARGENTINA - AÇÃO A11 E C10

Foram continuados os trabalhos de avaliação do impacto que a formiga-argentina, Linepithema humile, apresenta nas espécies nativas e nos processos naturais. Desta feita, a equipa de projeto deslocou-se até ao Ilhéu Chão, onde foram desenvolvidos trabalhos durante uma semana. Nestes trabalhos foram efetuados testes de controlo das populações de formiga-argentina em várias áreas do Ilhéu, através da distribuição localizada e controlada de iscos.

colocacao de iscos 20141111 1188933521 P1070295

 

DETERMINAÇÃO DA SITUAÇÃO DE REFERÊNCIA DA POPULAÇÃO DE CABRAS - AÇÃO A3

Durante o mês de setembro foram continuados os transetos para determinação da situação de referência da população de cabras. Para facilitar o trabalho das equipas de Vigilantes da Natureza responsáveis pela execução dos transetos, estes foram devidamente sinalizados com placas identificativas.

marcacao de transetos 1 20141111 1372915943 marcacao de transetos 4 20141111 1823958145

 

INVENTÁRIO E DETERMINAÇÃO DA DISTRIBUIÇÃO DAS POPULAÇÕES DE MORCEGOS NAS ÁREAS DE PROJETO - AÇÃO A13

Deu-se continuidade aos trabalhos de determinação da distribuição das populações de morcegos nas áreas de projeto. Para tal, foram efetuados transetos ao longo da Deserta Grande e Ilhéu Chão, tendo sido observado um indivíduo da espécie Pippistrellus maderensis na área da Doca, Deserta Grande.

pippistrellus maderensis 20140725 1569088475


AGOSTO DE 2014

CONTROLO E ERRADICAÇÃO DE MURGANHOS E RATOS - AÇÃO C2

Ao longo do mês de agosto foram iniciados os trabalhos de controlo e erradicação das populações de murganhos e ratos nos Ilhéus do Desembacadouro e Farol, na Ponta de São Lourenço. Este trabalho utiliza a malha de armadilhas anteriormente colocada no terreno, sendo colocado o raticida no seu interior. De modo a aumentar a eficácia dos trabalhos, foi necessário recorrer a técnicas especializadas de montanha para cobrir toda a extensão de ambos os ilhéus, dada a inacessibilidade de algumas áreas.

colocacao de raticida nas armadilhas 20141119 1033752423 murganho apanhado em flagrante 20141119 1344109421

 

DETERMINAÇÃO DA SITUAÇÃO DE REFERÊNCIA RELATIVAMENTE À POPULAÇÃO DE CABRAS

No decurso deste mês foram continuados os trabalhos de determinação da situação de referência da população de cabras na Deserta Grande, Ilhas Desertas, através da realização de transetos para determinação do efetivo populacional.

A realização destes transetos tem periodicidade mensal, e será continuada ao longo de todo o projeto, de modo a poder ser avaliado o sucesso das medidas de gestão preconizadas no projeto LIFE RECOVER NATURA.

transetos para estimativas populacionais 20141114 1193503713 transetos para estimativas populacionais 20141114 1248486382

JULHO DE 2014

DETERMINAÇÃO DAS ÁREAS DE OCORRÊNCIA DE BETA PATULA

No decurso do mês de julho, uma equipa de investigadores da Universidade da Madeira, associados ao projeto LIFE RECOVER NATURA, visitaram o Ilhéu Chão para desenvolvimento dos trabalhos de determinação da área de ocorrência e efetivo populacional de Beta patula, espécie endémica, exclusiva deste Ilhéu e do Ilhéu do Desembarcadouro.

quadrantes beta patula 20140726 1035854153 quadrantes beta patula 20140726 1448970644

COLOCAÇÃO DE ARMADILHAS PARA ERRADICAÇÃO DE MURGANHOS E RATOS - AÇÃO C2

Foi efetuada a colocação de armadilhas ao longo do Ilhéu do Desembarcadouro e Ilhéu do Farol, Ponta de São Lourenço, Estas armadilhas, colocadas espaçadamente segundo uma grelha georeferenciada, cobrirão toda a área de ambos os ilhéus, permitindo o controlo e erradicação das populações de murganhos e ratos, que constituem uma das principais ameaças à biodiversidade nativa destas áreas.

colocacao de malha de armadilhas 20141119 1594360766 colocacao de malha de armadilhas 20141119 2093619176

 

ANILHAGEM E MARCAÇÃO DE ALMAS-NEGRAS - AÇÃO A7

 

Foi efetuada a anilhagem de adultos de almas-negras na área da Doca, Deserta Grande. Este trabalho, efetuado por investigadores associados ao projeto, em conjunto com os Vigilantes da Natureza em serviço nesta Reserva, permitirá efetuar um seguimento destes indivíduos e da sua ecologia reprodutora, sendo também importante para o cálculo da estimativa populacional desta colónia, através da realização de censos baseados no método da marcação e recaptura visual (censos no mar).

 

anilhagem e marcacao de almas-negras 20141121 1567991105 anilhagem e marcacao de almas-negras 20141121 1244723788

JUNHO DE 2014

DETERMINAÇÃO DAS DENSIDADES E ÁREAS DE DISTRIBUIÇÃO DE FLORA ENDÉMICA - AÇÃO A5

Deu-se continuidade ao estabelecimento de transetos ao longo do Ilhéu do Desembarcadouro, com o objetivo de, numa primeira fase, determinar as densidade e áreas de distribuição das populações de espécies importantes da flora endémica, e, posteriormente, monitorizar as alterações que a flora sofrerá em virtude das diversas ações de conservação previstas para aquela área.

Estes trabalhos decorreram com o apoio de elementos afetos à Direção Regional de Florestas e Conservação da Natureza, parceira do projeto LIFE RECOVER NATURA.

transetos para estimativas populacionais 20140822 1526276897

MAIO DE 2014

DETERMINAÇÃO DAS ÁREAS DE OCORRÊNCIA DE BETA PATULA

No decurso do mês de maio, uma equipa de investigadores da Universidade da Madeira, associados ao projeto LIFE RECOVER NATURA, visitaram o Ilhéu do Desembarcadouro para desenvolvimento dos trabalhos de determinação da área de ocorrência e efetivo populacional de Beta patula.

Estes trabalhos envolvem a marcação de quadrantes para determinação dos efetivos populacionais, determinação de espécies companheiras e ainda para monitorização da resposta desta importante espécie endémica às diversas ações de gestão e conservação em curso no projeto.

quadrantes beta patula 20140725 1381755547 quadrantes beta patula 20140725 1473434742